Repúdio à repressão policial em Blumenau

*Publicada na página do Facebook do coletivo Tarifa Zero Blumenau.

blumenau
Nota pública de repúdio à repressão policial em Blumenau.

O coletivo Tarifa Zero Blumenau vem por meio desta informar, a cerca dos acontecimentos de violência e repressão policial, ocorridos na quinta-feira dia 13 de março de 2014. Primeiramente devemos explicar o motivo da demora para a emissão desta nota. Desde o ocorrido, não houve a possibilidade de uma reunião para a produção de um texto conjunto. Alguns de nossos companheiros de luta estavam hospitalizados em decorrência da brutalidade policial. Além disso, tivemos dificuldade de contatar pessoas e reunir informações concretas.

A manifestação iniciou em frente à prefeitura, com aproximadamente 130 pessoas, que tomaram a rua sete de setembro seguindo em direção ao Terminal da Fonte. Ao longo do percurso, o clima foi de muita tensão entre manifestantes e policiais, os quais estavam munidos de armas de repressão, incluindo cães de ataque.

Ao chegar no terminal os manifestantes fecharam uma das vias de acesso, e a partir desse momento iniciaram-se os conflitos, que resultaram na prisão de 4 jovens no momento, em sua maioria menores de idade. Com isso os manifestantes formaram um cordão de isolamento impedindo a passagem da viatura, exigindo a liberação dos detidos, os quais estavam sendo constantemente ameaçados. A resistência ativa por parte dos manifestantes desencadeou abusos por parte da polícia, não limitando-se ao Terminal, estedendo-se às ruas e no DP.

Dentre as agressões cometidas pela PM, houveram 5 detidos, 11 feridos (Entre eles 5 hospitalizados), sem contar as pessoas que estavam no local, que também receberam cacetadas, spray de pimenta e balas de borracha, entre os quais idosos, crianças e trabalhadores. Dos 11 feridos, uma menor de idade de 14 anos teve várias mordidas causadas por um cão de ataque, outro manifestante levou pontos na cabeça, e um dos presos (detido na central de polícia) teve o braço fraturado necessitando de cirurgia.

A atitude policial de criminalização e repressão dos movimentos sociais não pode ser tolerada. Devemos nos unir contra a brutalidade policial que sufoca qualquer tipo de mobilização social, impedindo a liberdade de expressão.

O coletivo Tarifa Zero Blumenau reafirma seu total repúdio a todas as formas de violência praticadas pela PM, bem como declara seu apoio total e irrestrito as ações diretas realizadas pelos manifestantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑