MPL Floripa

26 de outubro: rumo à tarifa zero!

Para marcar o 26 de outubro de 2008, dia nacional de lutas pelo Passe Livre, mpl.floripa fará a primeira grande panfletagem (imagem 1 e 2)e colagem de cartazes (3) voltada contra o modelo de concessão de exploração do transporte coletivo por empresas privadas e propondo a municipalização dos transportes e a Tarifa Zero.
Clique nas imagens para melhor vizualização.

Diante do fim do contrato, em fevereiro de 2009, de concessão da exploração do transporte coletivo em Florianópolis pelas atuais empresas privadas que o controlam (Insular, Estrela, Enflotur/Biguaçu, Jotur, Transol e Canasvieiras), no dia 26 de outubro, dia nacional de lutas passe livre, o Movimento Passe Livre -Florianópolis fará a primeira grande panfletagem e colagem de cartazes para difundir a idéia da municipalização dos transportes e a Tarifa Zero.
Entendemos que:

1. Dentro do regime de concessão da exploração do transporte por empresas privadas não há qualquer solução para garantir o efetivo direito de ir e vir para TODAS as pessoas da cidade;

2. É preciso que o poder público municipal e a população organizada assumam o controle e a responsabilidade sobre uma política de transportes que seja voltada aos interesses do desenvolvimento humano e da garantia dos direitos fundamentais;

3. A atual gestão do município, que se encerra em dezembro deste ano e que fracassou no enfrentamento do problema da mobilidade urbana, não tem legitimidade para renovar os contratos de concessão nem tão pouco realizar qualquer licitação, que mais uma vez entregará nas mãos de empresas privadas o transporte coletivo desta cidade;

4. Licitação é a maneira que qualquer governo obrigatoriamente tem que usar para comprar algo ou contratar algum serviço. É uma espécie de leilão onde o melhor preço, com qualidade, ganha. Não somos contra isso porque a licitação não é o problema central. Somos contra uma licitação que reproduza o mesmo sistema que existe hoje, o de concessão, onde a prefeitura entrega nas mãos dos empresários a gerência do sistema de transportes. Empresário está interessado no lucro, e, neste modelo, o lucro significa, por exemplo, ônibus lotado, poucas linhas, poucos horários e salários baixos para os trabalhadores.

Por isso convocamos a população e todos os setores organizados da cidade a lutar contra o regime de concessão e pela defesa de um transporte coletivo urbano verdadeiramente público: acessível a TODA a população, administrado pelo poder público municipal e com controle social.

Anúncios

Um comentário sobre “26 de outubro: rumo à tarifa zero!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s